contato@aimaculada.com.br
+55 51 40663899

Diário de 01 Assistente | Expectativa x Realidade

Por Moda AImaculada | em backstage, carreira, look, moda
Diário de 01 Assistente | Expectativa x Realidade

Como toda garota apaixonada por moda, eu fui inspirada diretamente pelo filme “O Diabo Veste Prada”.  No filme, uma jornalista recém formada cai de paraquedas em um trabalho de assistente de uma editora de uma revista conceituada de moda e entra em um mundo glamourizado da high Society de NY – QUEM NUNCA SONHOU EM ANDAR POR AÍ TOMBANDO COM ROUPAS MARAVILHOSAS E CHEIA DE CONTATINHOS?

Bom, a expectativa de quem se inspira pelos filmes é um tanto quanto utópica. O filme, claro, traz todo o trabalho e a transformação da menina mais tímida em uma fashionista de primeira  com direito a jantares de gala e roupas de grife  mas também aborda o trabalho excessivo e perda da essência para um mundo ~fútil.

Esses dois conceitos realmente existem, mas O BURACO É BEM MAIS EMBAIXO.

Quando comecei a trabalhar com moda me dei conta de que esse glamour não existe (desculpa meninas, acabei com o sonho de vocês). Porém, estar incluída nesse círculo sempre vai depender da tua atividade social. Afinal é um trabalho que você depende da confiança das pessoas, você nunca vai crescer sozinha e contatos are everything.

Mas vamos as verdades!

Você não vai sair da faculdade e se tornar a editora da revista, não vai começar do nada e arrasar na boate da vida sem ter lutado para estar lá.

Não existe essa de perder contato com o que você é, e muito menos viver em um mundo fútil. Sim, a moda tem muita coisa podre, mas a gente conhece tanta gente maravilhosa nessa vida e tanta gente que realmente acredita no que está fazendo que te inspira.

As pessoas que querem viver da moda, precisam amar o que fazem. É um trabalho que toma tempo e não pode ser medido em horas. você vai estar 24h envolvido, mas vai deitar a cabecinha no travesseiro e se sentir maravilhosa por ter feito tudo, independente se isso tomou boa parte do teu dia ou não.

Já passei por duas faculdades, diversos empregos e hoje, eu sei o que é sentir prazer no que faço e posso afirmar que eu não sou uma pessoa menor por viver meu trabalho e sim me encontrei na vida e achei o que me faz feliz. (BEM POÉTICA)